Pacientes com zumbido crônico apresentam menos repercussão do sintoma no dia a dia.

Este foi um dos resultados encontrados no estudo do grande pesquisador Richard Tyler. Parece estranho, não? Só parece, mas não é!

 

O que acontece com a maioria dos pacientes que apresenta zumbido crônico é o fenômeno da habituação. A habituação consiste na diminuição automática na intensidade de uma resposta a um estímulo repetitivo. Por isto que, se passarmos um tempo ouvindo o tic tac de um relógio vai chegar um momento em que não iremos mais percebê-lo. Quando a habituação acontece o estímulo original perde a capacidade de gerar uma resposta emocional intensa!

 

Por isto que as repercussões na qualidade de vida do paciente com zumbido tendem a diminuir com o tempo. Para os autores deste estudo, muitas das queixas do efeito do zumbido sobre a audição, estilo de vida e saúde podem ser precursores de problemas emocionais. O aconselhamento é fundamental durante as consultas.

* Todos os pacientes com zumbido devem ser avaliados por otorrinolaringologista e realizar avaliação audiológica com fonoaudiólogo. Em casos de zumbido somatossensorial, o fisioterapeuta também deverá avaliar e tratar este paciente e o dentista deverá ser acionado se necessário.

Tags :